Hoje: Mombojó na Ilha

Ainda há quem me pergunte o que é Mombojó, o que acho muito natural.

Eu tento explicar. E classifico a banda mais ou menos assim: é uma banda pernambucana, pós-mangue, pop, com acento jovem-guardesco. Muito interessante!

E arremato com a dica: no site deles, os três discos estão disponíveis para download gratuito e legal.

Não mensuro o quanto de sucesso tenho, nem na explicação, nem no incentivo às pessoas ao download (e enquanto escrevo acá en el bloguito e acesso a página do Mombojó na internet, percebo que os discos não estão disponíveis, mas há um ensaio e um show com China disponíveis para a baixa dos interessados).

Amigo do tempo (2010), o disco mais recente, é o que menos ouvi deles (baixe clicando no título). O nome talvez traduza a maturidade necessária para lidar com a carreira e com a saída de um membro da banda e a subida de outro: o flautista Rafa subiu aos vinte e poucos do primeiro tempo.

Homem espuma, o segundo disco dos pernambucanos, é considerado pela crítica especializada como um disco médio. Como a crítica aqui não é especializada, o disco entrou num top 5 que fiz em 2006, ano de seu lançamento.

E eis o disco que me levou à paixão pelo Mombojó: Nadadenovo, a estreia de 2004, era uma contradição em termos, por que havia sim, novidades ali, a própria banda, uma, a primeira. Já há ali uma pegada meio Del Rey, o projeto paralelo em que o Mombojó se soma à China para fazer covers de Roberto Carlos (o que meio que sustenta a banda, com shows concorridíssimos Brasil adentro).

Música que não me sai da cabeça, dessa estreia, é Merda: “eu já caí/ já ‘tou no chão/ e ‘tou torcendo pra você/ ficar na merda/ como eu também estou/ nessa merda”, o clima leve e inocente da jovem guarda por trás de tudo.

São Luís é a última capital maranhense a receber o Mombojó. O show deles acontece hoje, dentro do I Mulambo Festival, no Circo Cultural Nelson Brito (Circo da Cidade, Aterro do Bacanga, ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande), a partir das 20h. A produção (da Lima Dias Turismo) promete iniciar no horário. Os ingressos (R$ 30,00 inteira e R$ 15,00 para estudantes com carteira) podem ser adquiridos na Bunny’s e no local. Outras atrações da noite são as bandas locais Pedra Polida, Nova Bossa, Megazines, Garibaldo e o Resto do Mundo, Farol Vermelho e Ventura (cover da Los Hermanos), além do DJ Alladin.

Como cantaria Chico Science, ilustre conterrâneo do Mombojó: “mulambo eu/ mulambo tu”.

DISPARATE


Este blogueiro e Bruno Rogens entre os locutores do programa durante sua gravação. Foto: divulgação

E bem antes do I Mulambo Festival, logo mais às 11h, na Rádio Universidade FM (106,9MHz), eu e o professor Bruno Rogens somos os convidados do Disparate. Na ocasião a gente comenta o preconceito contra nordestinos, assunto que recentemente tomou conta do tuiter.

4 comentários em “Hoje: Mombojó na Ilha

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s