Arquivo da tag: folia

Tradição, modernidade, alegria e diversão no Bailinho Abre Alas 2015

[release]

Divulgação

Confete e serpentina. Cerveja gelada ou outra bebida de sua preferência. Fantasia e muita animação. Está faltando algo para seu Carnaval? Como boa música é um ingrediente indispensável, a pedida de abertura da festa de momo é o Bailinho Abre Alas 2015.

Uma verdadeira “noite do prazer”, com muito “balancê”, um pé na tradição de sambas, frevos e marchas do menu carnavalesco, outro na contemporaneidade da moderna música popular brasileira. Uma festa para agradar a gregos e troianos, baianos e piauienses, mas sobretudo a você, sua família e seus amigos presentes.

O Bailinho Abre Alas 2015 terá como atrações os cantores Marconi Rezende e Katiana Duarte e o DJ Pedro Sobrinho e acontecerá dia 13 (sexta-feira gorda de carnaval), às 21h, no Bar Bendita Hora (Rua dos Maçaricos, nº. 2, Lagoa da Jansen). Os ingressos, à venda no local, custam apenas R$ 25,00.

“Eu gosto desse carnaval das misturas. O importante é a pessoa chegar no salão fantasiado e cair na folia independente da música que está tocando”, afirma o dejota, para usarmos a expressão que ele prefere. Pedro Sobrinho é um dos mais renomados djs do Maranhão e seu nome está sempre aliado a um profundo trabalho de pesquisa. Em seu set list convivem samba, rock, reggae, salsa, ska, blues, jazz, world music e o que mais pintar. Não será diferente no Bailinho. “O bacana é que vou compartilhar essa mistura armando o terreno para a música orgânica de Marconi Rezende e Katiana Duarte. Estou preparando um repertório para garantir a diversão do folião ludovicense”, promete.

Marconi Rezende, embora mais conhecido pelo refinamento com que trata o repertório de Chico Buarque, seu maior ídolo, passeia com desenvoltura pela obra de grandes nomes da música brasileira. É o que ele apresentará no Bailinho, com foco na tradição do carnaval. Ele passeará por um repertório de marchas, sambas e frevos de nomes como Chico Buarque, Caetano Veloso e Moraes Moreira, entre muitos outros. “Será uma boa mistura de recordação e entusiasmo contemporâneo, um ensejo para extrairmos todo o prazer dessas canções que nos encheram de alegria, cada uma em seu momento, e que continuam com uma grande força neste período”, antecipa Marconi.

“Adorei o convite para participar do Bailinho Abre Alas junto com Marconi Rezende e Pedro Sobrinho. O que me encanta na proposta é a diversificação de estilo musical, passeando do moderno ao tradicional e vice-versa. Será uma experiência inesquecível, estou ansiosa”, revela a cantora Katiana Duarte, que, com quase 20 anos de carreira na noite de São Luís, apresentou-se recentemente no Bar Café Brasil, em Oslo, Noruega. Seu repertório será baseado em nomes mais recentes da música brasileira, como Nando Reis, Vanessa da Mata e Zeca Baleiro.

Os produtores acreditam que o grande trunfo do Bailinho Abre Alas seja justamente essa diversidade de repertório, a qualidade dos artistas e, sem dúvida, a alegria, diversão e disposição do público. A quem porventura pensar tratar-se de evento infantil, pelo nome, eles avisam: é uma festa para um público seleto, daí o nome; a alegria e satisfação dos presentes serão enormes, prometem.

Serviço

O quê: Bailinho Abre Alas – 2015
Quem: Marconi Rezende, Pedro Sobrinho e Katiana Duarte
Quando: 13 de fevereiro (sexta-feira gorda de carnaval), às 21h
Onde: Bar Bendita Hora (Rua dos Maçaricos, nº. 2, Lagoa da Jansen)
Quanto: R$ 25,00
Informações: (98) 983033995 (Tim) e 98822-6206 (Oi)

Rua da Misericórdia (Rua Lucano dos Reis)

Começa na Rua de São João II, para terminar no largo da Misericórdia, que já se chamou largo da Caridade. Em 1931, a municipalidade deu-lhe o nome de Lucano dos Reis.

O de mais importante nesta curta rua, de apenas três quadras, é que na esquina da rua de São Pantaleão (sen. Costa Rodrigues) existiu por muitos anos a Padaria Macieira, do comerciante Raimundo Antônio Macieira, mais célebre pelos pães que fabricava do que por sua atuação na Câmara Municipal. Todavia, obteve o calçamento da Rua da Misericórdia, merecendo de Tancredo Cordeiro a quadrinha:

“Por que se fez o calçamento
Na rua da Misericórdia?
Só porque o Macieira
É camarista da Concórdia”*

Lucano Duarte dos Reis, nascido em São Luís em 10 de dezembro de 1903, e aqui falecido em 5 de janeiro de 1931, foi poeta e jornalista e deixou o livro de versos Escombros. [*Concórdia: pacificação da família maranhense conseguida após a dualidade do governo – Artur Quadros Colares Moreira x Mariano Martins Lisboa Neto, e obtida depois de muitas demarches junto ao presidente da República Nilo Peçanha. N. do A.]

&

Do saudoso Carlos de Lima em Caminhos de São Luís (ruas, logradouros e prédios históricos) (São Paulo: Siciliano, 2002), p. 114-115.

&

Hoje chamada Canto da Comunicação, onde não mais há padaria, mas restaurante, funerária, sindicato e praça, é lá na esquina de Misericórdia e São Pantaleão (Centro) que se dará, amanhã (29), o primeiro ensaio aberto (“concentra mas não sai”) do bloco Outros 400, iniciativa de Arlindo Pipiu (morador da segunda) e Joãozinho Ribeiro. Uma pá de músicos e foliões se reunirá para tocar, cantar e beber. Começa às 14h e é grátis (você só paga o que consumir, tirando a música).