De volta ao microfone da Timbira

Operador de áudio da emissora desde 2011, ele produzirá e apresentará “Tambores do Maranhão”, que vai ao ar aos sábados, às 21h

Luiz Barreto volta à programação da Rádio Timbira. Foto: Leno Edroaldo. Divulgação

Neste sábado (5), às 21h, a Rádio Timbira AM (1290KHz) estreia, em sua grade, mais um programa voltado à cultura. Trata-se de “Tambores do Maranhão”, que marca o retorno do operador de áudio Luiz Barreto ao microfone da emissora da Rua da Montanha Russa.

O programa se soma aos esforços de valorização da cultura pela emissora, que já tem em sua grade “Coisa Nossa” (de segunda a sexta, às 17h, com José Raimundo Rodrigues), “Balaio Cultural” (aos sábados, das 13h às 15h, com Gisa Franco e este repórter), “Baião de dois” (domingos, ao meio-dia) e “Forró para todos” (domingos, das 13h às 15h), estes dois últimos em cadeia com a Educadora FM baiana e outras emissoras públicas nordestinas, repetindo molde e êxito do Giro Nordeste, com foco na música popular produzida na região.

Luiz Barreto começou a trabalhar na emissora em 2011, como estagiário da Faculdade Estácio São Luís, onde estudou jornalismo. Firmou-se na função e desde 2012 ele apresentou o “Timbira Amanhece”, depois “Viva nossa gente” e finalmente “Maranhão especial”, até meados de 2015. Vem daí o apelido-bordão “o seu camarada”, que o acompanha até hoje.

No programa de estreia, Barreto entrevistará o violonista e cantor Roberto Ricci, que aproveita a ocasião para lançar seu novo disco, “Mágica visão”. O programa terá ainda um quadro, intitulado Poesia à beira-mar, dedicado a poetas consagrados e revelações e deve ir além de manifestações como o bumba meu boi e o tambor de crioula, abrindo espaço para nomes da nova geração, dos mais variados estilos.

Também cantor e compositor, com experiência em grupos de bumba meu boi e blocos tradicionais, Luiz Barreto conversou com exclusividade com Homem de vícios antigos.

ZEMA RIBEIRO – O que significa para você, operador de áudio da Rádio Timbira, voltar a apresentar um programa voltado à cultura popular do Maranhão?
LUIZ BARRETO – É motivo de grande satisfação e alegria, já que tenho 20 anos dedicados à cultura popular como cantor e compositor, ou seja, me identifico bastante com nossas manifestações, além do que, o tempo em que apresentei o “Viva nossa gente”, que depois passou a se chamar “Maranhão especial”, foi um momento importante, quando novamente pude contribuir com a cultura de nosso estado, desta vez na comunicação social. Vejo essa nova oportunidade como um reencontro com os apreciadores e fazedores de cultura popular no Maranhão.

ZR – “Tambores do Maranhão” é um ótimo nome. Como você chegou a ele? Alguma influência d'”Os tambores de São Luís”, clássico de Josué Montello?
LB – Sim. Teremos um quadro de poesia no programa, apresentando poetas maranhenses já consagrados e abrindo espaço para novos poetas mostrarem seu trabalho. Sem falar que nossa cultura tem enorme influencia dos tambores indígenas e dos negros escravizados, portanto, “Tambores do Maranhão” me pareceu um nome bastante sugestivo.

ZR – Roberto Ricci é o entrevistado do programa de estreia, uma estreia com o pé direito. Qual a importância deste inspirado violonista para a cultura popular do Maranhão?
LB – Ricci é um ícone da nossa música e da cultura popular maranhense. Um cara que já cantou nos principais grupos de bumba meu boi, nos sotaques de orquestra e matraca, como Axixá e Maracanã. Vários blocos tradicionais já venceram carnavais com sambas compostos por ele. Enfim, fico muito feliz de poder entrevistá-lo no primeiro programa, oportunidade em que será lançado seu novo cd, intitulado “Mágica visão”.

ZR – O que mais o teleouvinte da Timbira pode esperar de “Tambores do Maranhão”?
LB – Muita música, entrevista, poesia, dicas, sempre com muito alto astral. Teremos um quadro que já pensei, estamos elaborando para ir ao ar, mas não posso dar detalhes ainda. É surpresa, mas prometo que será muito bacana.

ZR – “Tambores do Maranhão” tem como foco a cultura popular do Maranhão, mesma pauta do “Coisa Nossa”, de José Raimundo Rodrigues. Qual será o diferencial, além do dia e do fato de ser semanal e da duração?
LB – Zé Raimundo é um ícone da comunicação. Eu cresci vendo essa grande mestre se destacar em tudo que fez, ele é referência para muita gente, e não teria como não ser pra mim também. Aliás, sinto orgulho enorme em hoje em dia, tê-lo como colega de profissão, e estar ao lado dele de segunda a sexta no “Coisa Nossa” da Timbira, onde sempre tento colaborar com o repertório ou uma ideia. Para o “Tambores do Maranhão” estamos preparando um programa bem dinâmico, sempre com um entrevistado para falarmos de cultura popular e buscando, a cada sábado, novidades para atrair os ouvintes.

ZR – “Tambores do Maranhão” se alia a programas culturais consolidados, como o “Coisa Nossa”, apresentado por José Raimundo Rodrigues, o “Balaio Cultural”, que eu faço com Gisa Franco (e é invariavelmente operado por você), e os programas “Baião de dois” e “Forró para todos”, que a emissora realiza em cadeia com a Educadora FM baiana e outras emissoras públicas nordestinas. O Nordeste acabou se tornando um foco de resistência cultural diante do desmonte sistemático de políticas públicas para o setor pelo governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro, a começar pela extinção do Ministério da Cultura. O que você tem a declarar sobre o assunto?
LB – É, de fato, lamentável a forma como nossa cultura tem sido tratada, mas como você mesmo disse na pergunta, o nordestino é resistente, e eu garanto que resistiremos, e permaneceremos, enquanto eles passarão.

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s