COLUNA ANTI-SOCIAL

Em Inverdades, André Sant’anna devolve a condição humana a celebridades.


[Inverdades. Capa. Reprodução]

Não à toa, André Sant’anna avisa, de início: “Qualquer semelhança com fatos reais, neste livro, é mera coincidência. As pessoas citadas não existem e nunca existiram. Eu também não existo”. O escritor, que se sai agora com o ótimo e engraçadíssimo Inverdades [7Letras, 2009, 66 páginas, R$ 22,00], tece um rosário de ficções com nomes de gente famosa: Lula, Ronaldo, Sandy, Mick Jagger, Beatles, Nelson Rodrigues, João Gilberto, Paulo Coelho, Jimi Hendrix, Miles Davis, Bill Clinton, Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Tim Maia, entre muitos outros.

Um trecho, sobre o trio musicalmente formado na Tijuca: “as moças que o Roberto Carlos, o Erasmo Carlos e o Tim Maia amavam muito nem ligavam pras canções que eles faziam. Talvez por isso as canções fossem tão bonitas”. Esta, uma das verdades pescadas entre as ficções, Inverdades de André Sant’anna. Sandy foge de casa e escreve uma carta aos pais, Jimi Hendrix “desliga”, Miles Davis conversa com Duke Ellington depois de mortos, sobre suas lápides eternas. Nelson Rodrigues sente dores – gases? – durante a madrugada e pensa e vê putaria no apartamento em frente.

André Sant’anna reduz seres famosos à sua condição inicial: gente. Simples, comum. Produz uma espécie de colunismo anti-social onde, em vez de se valorizar o fashion mundinho podre de fofocas e saber quem está saindo com(endo) quem, outras Inverdades são desnudadas. Seus contos ligeiros são uma delícia de se ler e talvez esta seja sua obra mais engraçada – Sexo e O paraíso é bem bacana são também bastante recomendáveis. O livro é uma espécie de reality show do lado “não (necessariamente) belo” de gente comum: as celebridades que não existem – peças de ficção, ao menos seus atos são – mas se embriagam, peidam e fazem outras coisas “intoleráveis”.

Se o colunismo social devolvesse às celebridades sua condição humana, talvez atingisse parte da graça alcançada por André Sant’anna nesse Inverdades. O jornalismo – com ou sem diploma – e o mundo seriam bem melhores…

[Tribuna Cultural, Tribuna do Nordeste, hoje]

2 comentários em “COLUNA ANTI-SOCIAL

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s