OS TAMBORES E O TALENTO DE PIAL


[foto: Brawny Meireles]

Em seu segundo disco solo, Perfusão, o percussionista maranhense Carlos Pial mostra todo o seu talento e versatilidade.

Em Perfusão (2009), Carlos Pial tira os instrumentos da sacola e apresenta uma variedade de ritmos, sons, idéias originais, fazendo seu segundo disco solo – o primeiro é Maranhafricanizado (2002) – fazer jus ao nome: o percussionista nos brinda com as influências de seu Maranhão natal fundidas ao que se convencionou chamar de world music.

Para executar o repertório, quase completamente autoral e inédito – exceto Fogueira (César Nascimento) e Praia Grande (Sávio Araújo) – a cozinha percussiva de Pial – “agora a cozinha quer falar”, como cantaria o saudoso Gigante Brazil em música de Paulo Lepetit – toma a frente, acompanhada do baixista João Paulo (da Banda Legenda) e dos tecladistas Jesiel Bives, Elienae Soares e Rinalde.

O bom trabalho foi selecionado no Plano Fonográfico da Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão (SECMA) em 2007 (escreveremos em breve neste espaço sobre outros trabalhos) e certamente credencia o músico a levar para casa mais alguns troféus do Prêmio Universidade FM, já vencido por ele em 2003 (melhor música instrumental), 2004 e 2006 (melhor percussionista).

CHORINHOS E CHORÕES – “O seu café instrumental de domingo” entrevistará hoje (11) o percussionista Carlos Pial, que falará de seu novo trabalho para o sociólogo e radialista Ricarte Almeida Santos e seus ouvintes [nota: este blogueiro deveria ter se juntado a Ricarte e Gilberto Mineiro, que entrevistaram Pial na manhã de domingo. A ressaca pela festa de formatura do amigo Reginho não permitiu. Na quinta-feira (15), às 20h, na mesma Universidade FM detalhes à frente, Pial será o entrevistado do Companhia da Música, sob a batuta do já citado Gilberto Mineiro]. O programa vai ao ar às 9h, na Rádio Universidade FM, 106,9MHz, e pode ser ouvido também pelo site http://www.universidadefm.ufma.br

PERFUSÃO, O SHOW – Dia 16 de janeiro (sexta-feira) acontece o show de lançamento de Perfusão, segundo disco solo do percussionista maranhense Carlos Pial. Nesta apresentação ele será acompanhado pelos músicos Oliveira Neto (bateria), João Paulo (contrabaixo) e Renato Serra (tecladista) e contará com as participações especiais do saxofonista Sávio Araújo e do cantor e percussionista Papete. Os ingressos custam R$ 15,00 (metade para estudantes com carteira) e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro João do Vale (Rua da Estrela, Praia Grande), local da apresentação [outra nota: só agora percebi que não dei o horário da apresentação no Serviço impresso: é às 21h].

[Tribuna Cultural de domingo passado (11), no Tribuna do Nordeste]

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (com Gisa Franco, aos sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM). Coautor de "Chorografia do Maranhão" (Pitomba!, 2018) e autor de "Penúltima página: Cultura no Vias de Fato" (Passagens, 2020). Antifascista.

3 comentários em “OS TAMBORES E O TALENTO DE PIAL”

  1. queria seu contato pois sou musico e tenho um trabalho parecido com o seu, queria trocar ideias com vc sob esse trabalho vou gravar meu cd é ouvi o seu cd perfussão e achei muito otimo na linha do meu espero seu contato abraços!

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s