CÉLIA MARIA


[capa. Reprodução]

Parte desse disco aí, além de um concerto (inédito) de Célia Maria com o genial João Pedro Borges ao violão (e Paulo Trabulsi no cavaquinho e Lazico no pandeiro), compõem o repertório do Chorinhos e Chorões de domingo (às 9h, na Rádio Universidade FM), sob a batuta de meu amigo Ricarte Almeida Santos, que entrevistará a diva, que cantará também uns números ao vivo.

A bolachinha tem coisas como Milhões de uns (Joãozinho Ribeiro), Lápis de cor (Cesar Teixeira), Lágrimas (Bibi Silva), Ingredientes do samba (Antonio Vieira), Beatriz (Chico Buarque e Milton Nascimento), Na asa do vento (João do Vale) e Meu samba choro (Chico Maranhão), entre outras. Disco bonito, que conta com nomes como Ubiratan Sousa (arranjos) e Toninho Carrasqueira entre os músicos de primeiríssimo time.

Lançado no início da década, um silêncio inexplicável, dada a alta qualidade do trabalho, pairou sobre o disco: nunca houve um show de lançamento em São Luís ou em qualquer outra parte.

Célia Maria se apresenta dia 19 (sexta que vem, meu presente de aniversário), no Teatro Arthur Azevedo, com produção de Ópera Night e direção musical de Celson Mendes. Mais informações (horário e preços dos ingressos, por exemplo) eu dou assim que as tiver.

2 comentários em “CÉLIA MARIA

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s