saudades

não lembro ao certo como conheci edmilson, de quem fiquei amigo mesmo sem saber seu sobrenome. não que saber o sobrenome de alguém seja importante para qualquer amizade, mas o que quero dizer é que nos topávamos vez em quando, sempre em seu local de trabalho: o circo da cidade, onde ele mexia com som.

não lembro a data certinha, mas edmilson, ao saber quem eu era, comentou algum texto meu, de forma elogiosa. disse que me lia assiduamente e todas as vezes em que nos encontramos, a partir dali, ele sempre tinha algo a dizer sobre algum texto que eu tinha escrito. se era um disco ou artista que ele conhecia, geralmente concordava; se desconhecia, ficava curioso.

tinha uma simpatia especial por wilson zara, traduzida em sua devoção ao tributo anual que o maranhense presta a raul seixas. falava com intimidade de diversos artistas da música popular brasileira que passaram pelo palco do circo da cidade: elomar, jorge mautner, macalé, tom zé e outros. fez amizades com vários deles, tinha bom gosto o moço forte e careca.

a figura sempre risonha, mesmo nos dias dos maiores estresses e correrias, sempre vinha me cumprimentar, um abraço e perguntava se o som mecânico (antes dos shows) estava me agradando e, às vezes, mandava eu me preparar para alguma surpresa, quando mostrava algum disco raro, a transcrição de um vinil difícil de encontrar ou mesmo a gravação de algum show que já tivesse rolado (foi ele quem me presenteou com uma cópia de “papel de seda”, show de antonio vieira e cesar teixeira, a quem até hoje devo passar cópia dessa gravação: edmilson, vou fazê-la).

não tenho e não busquei maiores detalhes, mas edmilson subiu. foi enterrado hoje. não quis acreditar. não li os jornais de hoje com a atenção devida, talvez com medo de encontrar alguma notícia sobre. covardia de amigo, se é que vocês entendem.

fica em minha memória, a lembrança dos sorrisos largos, daquela figura caminhante, para lá e para cá em noites de espetáculos, para que tudo desse certo. e tudo dava certo. e tudo vai dar certo, edmilson. fica bem, amigo!

2 comentários em “saudades

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s