o caralho do anão

de quinta a domingo, até o próximo dia 2 de dezembro (para maiores detalhes, cliquem no caralho do anão), fica em cartaz, no auditório apolônia pinto (museu histórico e artístico do maranhão – mham, rua do sol, nº. 302, centro), a peça “o assassinato do anão do caralho grande“, de plínio marcos, com a coteatro, direção de tácito borralho.

resolva este segundo mistério: quem matou o anão? o primeiro, já resolvemos aqui: o “c…” do título da peça. alguns pensaram em coturno, outros em cabelo, outros em chapéu. é caralho, porra! acho que eu ainda ‘tou sob o efeito da estética do palavrão gratuito de “baixio das bestas“, que tá em cartaz no cine praia grande, mas essa é uma outra história.

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (com Gisa Franco, aos sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM). Coautor de "Chorografia do Maranhão" (Pitomba!, 2018) e autor de "Penúltima página: Cultura no Vias de Fato" (Passagens, 2020). Antifascista.

2 comentários em “o caralho do anão”

  1. kepler: gostei de “baixio das bestas” não. os raros momentos em que o maracatu aparece são os melhores. além de usar palavrões demais (o que normalmente não me incomoda, vide “tropa de elite”), a fotografia é ruim, havia outras maneiras de se abordar o tema proposto com resultado possivelmente melhor. mas essa é a minha opinião, a de um cara que nem entende lá essas coisas de cinema. abração!

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s