sobre vacilos e, em tempo, um convite

tenho dedicado notas como o post anterior (algo mais, digamos assim, “agenda cultural”) ao overmundo. quem me lê aqui, pode me ler por lá também.

por um vacilo, perdi o prazo de postar a nota sobre o excelente show de tião carvalho [gracias, lu!], e por outro vacilo, cheguei atrasado para a apresentação, confiante no (péssimo) hábito maranhense de as coisas (quase) nunca começarem no horário por aqui. mas isso é outra história.

tá no overmundo [lá, com ilustração; procurem na fila de edição da agenda], nota deste blogueiro sobre o projeto “chorando na praça: o choro na comunidade“, que terá início amanhã, às 16h, no largo da igreja do desterro. a iniciativa do clube do choro do maranhão terá edições mensais, em difeferentes bairros da capital maranhense. esta (a de amanhã, no caso), terá como atrações o regional tira-teima, o instrumental pixinguinha e participações especiais dos grupos toque brasileiro e um a zero. ricarte almeida santos [que apresenta o programa “chorinhos & chorões” às 9h das manhãs de domingo, na rádio universidade fm, 106,9] antecipou que o próximo capítulo desta bonita história que continua a ser escrita [foi começada com a serenata dos amores e, antes, com o samba da minha terra, duas ótimas idéias do sempre reverenciado por aqui joãozinho ribeiro, que também fará participação especial, lá, amanhã] acontecerá no bairro do anjo da guarda, em data e local a confirmar.

serviço

o quê: projeto chorando na praça: o choro na comunidade
quando: amanhã (16), às 16h
onde: largo da igreja do desterro
quanto: grátis

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (com Gisa Franco, aos sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM). Coautor de "Chorografia do Maranhão" (Pitomba!, 2018) e autor de "Penúltima página: Cultura no Vias de Fato" (Passagens, 2020). Antifascista.

3 comentários em “sobre vacilos e, em tempo, um convite”

  1. Nâo deu pra comentar no Overmundo, pq não sou cadastrado…Muito massa teu post sobre o níver de São Luis. A Família Lima é daqui, fui num show deles na gare de Santa Maria este ano. Mas concordo com as críticas dos artistas locais.Bueno, abraçaõ!Não esquece de me mandar a matéria aquela!

  2. paim, querido, o cadastro é rápido e fácil. faça! mando sim, rapaz, aquela minha irresponsabilidade crônica ainda não corrigida. nem vou prometer prazo de novo pra não correr o risco de não cumprir, mas mando, pode ficar tranqüilo. obrigado e um grande abraço!

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: