vou ver de longe a ponteira da igreja do desterro…

dizem que uma imagem vale mais que mil palavras. dizem. e eu mesmo (me) digo que (quase) sempre perco (ótimas) oportunidades de ficar calado. por isso, a foto abaixo não vai sozinha, sem “legenda”. por trás de um (belo) telhado ludovicense, e entre a folhagem de um pé de sapoti, imponente, os fundos da igreja do desterro. sérgio habibe cantou a do carmo, em “ponteira”, música do verso que batiza este post. desterra, ainda que (de) tarde.


[foto: zema ribeiro]

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (com Gisa Franco, aos sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM). Coautor de "Chorografia do Maranhão" (Pitomba!, 2018) e autor de "Penúltima página: Cultura no Vias de Fato" (Passagens, 2020). Antifascista.

7 comentários em “vou ver de longe a ponteira da igreja do desterro…”

  1. ok, kepler. é verdade. nem todas podem ser captadas e as que podem, às vezes, o fotógrafo não consegue (principalmente em se tratando deste blogueiro).jéssica, o maranhão te espera. voa!abraço!

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: