rosa e montserrat

até eu sair de casa, às 8h, o jornal ainda não tinha chegado por lá. aqui vai o texto que eu mandei e que deve ter sido o diário cultural de hoje.

Brasil e Espanha em palcos maranhenses

Não é duelo de Copa do Mundo ou coisa parecida. A cantora maranhense Rosa Reis e a espanhola Montserrat fazem shows em São Luís, hoje e amanhã. A primeira apresenta uma espécie de avant-première do que fará na temporada junina, com músicas recolhidas em festas diversas, Brasil afora; a segunda, mostra ao público maranhense o repertório de seu primeiro disco, composto de clássicos da música latina.

Flor da mangueira: diversão e diversidade

Na contramão da música veiculada pela grande mídia, quem sobe ao palco do Teatro Arthur Azevedo hoje e amanhã, é a cantora Rosa Reis, que mostrará no show “Flor da Mangueira”, um repertó um repert Rosa Reis, que mostrar Arthur Azevedo, rio composto por diversas músicas recolhidas em terreiros populares: festa do divino, terreiro de mina, bumba-boi, festas de santos, rodas de capoeira, além de ritmos de outras localidades brasileiras, como é o caso do jongo e do maracatu.

No espetáculo de hoje, que terá a renda destinada aos Centros Assistenciais do Centro Espírita Jardim da Alma, a cantora terá como convidados os cantores Cláudio e Inácio Pinheiro; amanhã é a vez de Dona Teté do Cacuriá abrilhantar a apresentação.

As apresentações serão uma espécie de avant-première daquilo que Rosa Reis mostrará Maranhão afora durante o período junino. A “turma” escalada é formada por Jayr Torres (guitarra), Jonas Torres (baixo), Claudiomar (bateria), Júnior Gaiato (rabeca), Erivaldo Gomes, Marquinhos e Robson Serra (percussão), Cecé Ferreira, Camila, Flávia e Lucimara (vocais), Luana Brito e Rose (capoeiras), o elenco do Cacuriá de Dona Teté (dançarinos/as). “Flor da Mangueira” tem figurinos de Rosa Reis, bordados de Bárbara, cenário de Nelson Brito e Rosa Reis e iluminação de Júlio César “Jarrão”.

Com direção musical de Jayr Torres, direção-geral de Rosa Reis e realização do Laborarte, as apresentações acontecem às 21h e os ingressos custam R$ 10,00 (platéia e frisas) e R$ 8,00 (camarote, balcão e galeria).

Outro palco, outra nação

Outra cantora que sobe em palcos maranhenses amanhã é a espanhola Montserrat, que está lançando seu disco Añoranza. O espetáculo, com produção de Ópera Night, terá, no repertório, clássicos da música latina: Años (Pablo Milanéz, que participa do disco nessa faixa), Tu Me Acostumbraste (Frank Dominguez, com participação, ao piano, de Chucho Valdés), Bésame Mucho (Consuelo Velásquez) e Quizás, quizás, quizás (Oswaldo Farrés) entre outras.

O disco, que conta com influências de bossa nova, jazz e tango, foi gravado em Havana, Cuba. No palco, a cantora será acompanhada pelos músicos brasileiros Lucas Vargas (piano e acordeom), Tomas Howard (violão sete cordas), Fábio Atorino (baixo e viola caipira) e Pixú (percussão).

Vale lembrar que “Añoranza” é o disco de estréia de Montserrat. Os ingressos estão à venda no local e custam R$ 20,00 (estudantes com carteira pagam metade). Maiores informações: (98) 9992-7636.

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s