SÁ VIANA

 

letra e música de Chico Maranhão

para os amigos da UFMA: Frederico Luiz, Patrício Neto, Reuben da Cunha, Jane Maciel e Carolina Libério;
para todos aqueles que já foram ao Bambu Bar

 

No Sá Viana

O sol se esconde atrás da universidade

Aonde quase toda cidade

Deve aprender o novo abcd

Pra se valer

Mas acontece

Que o Sá Viana também é uma aula

Que fica em outra sala de aula

Em outras alas de sala também

 

Lá se levanta mais cedo

Pra defender o emprego

Aonde a cidade precisa

De mais uma vida da periferia

E quando se chega em casa da noite cansado

Outra inquietação nos invade

Outra ansiedade infeliz

Vem nos devolver a mesma realidade

Nosso casebre será que é verdade

Está de pé e ainda guarda os trastes

De quem

Batalhou defendendo os biscates

De quem

Se matou pela outra metade

 

Maria bota os restos no cofo

A luta recomeçou de novo

Será que é destino do povo

Ou será que esse povo não vê

Que o tempo é outro

É outra lua é outro corso

A vida está no meio da rua

Aonde a gente

Faz de tudo pra não se acabar

Aonde a gente

Ainda tem que aprender a roubar

 

Mas todo vento que rola

Rola consigo uma bola

Que também dá uma volta

Revira e vem

 

Cada casebre que cai

Nossa história em que vai

Serve de aula pra outros também

 

A vigilante que cante

Com toda sua memória

O Sá Viana implora

Um samba que mostre

Seus lances de agora

 

Do LP “Quando As Palavras Vêm”, de 1991

A grafia original, no encarte do vinil, é “SAVIANA”

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s