A(R)TIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO FÓRUM INTERMUNICIPAL DE CULTURA (FIC), INSTITUTO PÓLIS E REDE MUNDIAL DE ARTISTAS EM ALIANÇA DURANTE O FÓRUM CULTURAL MUNDIAL

De: Fórum Intermunicipal de Cultura

Para:Undisclosed-Recipient

Data: Mon, 28 Jun 2004 14:08:49

Assunto: convite fórum cultural mundial

O Fórum Intermunicipal de Cultura – FIC, o Instituto Pólis e a Rede Mundial de Artistas em Aliança querem convidá-lo a participar das atividades que realizarão durante o Fórum Cultural Mundial.

Programação:

Sexta-feira 02/07

Hora: 9h-10h30min

Sala C (112 lugares)

Desafios da gestão cultural nos municípios

Altair José Moreira (membro da coordenação do Fórum Intermunicipal de Cultura – FIC, produtor cultural

Sebastião Soares (Secretário de Cultura de Itapecerica da Serra – SP e coordenador da Associação Barracões Culturais da Cidadania)

João Baptista Pimentel Neto (diretor de difusão cultural do município de Rio Claro e membro do Corredor Intermunicipal de Cultura)

Nabil Bonduki (arquiteto e urbanista, vereador do município de São Paulo – PT)

Os participantes da mesa devem, a partir de sua experiência de gestão (Secretarias de Cultura, Departamentos de Ação Cultural, Diretorias de Cultura, Mandatos do legislativo e Conselhos Municipais de Cultura) identificar os principais problemas da gestão cultural hoje e quais os caminhos para potencializar políticas públicas, demandas e necessidades das dinâmicas culturais da cidade.

Sexta-feira 02/07

Hora:14h30min-16h00

Auditório F (112 lugares)

Conselhos Municipais de Cultura e Cultura Participativa

Francisco Ferron (sociólogo, membro da coordenação do Fórum Intermunicipal de Cultura – FIC e gerente do SESC Campinas)

Bernardo Novaes da Mata Machado (Especialista em políticas culturais, pesquisador da Fundação João Pinheiro – Belo Horizonte)

Ricardo Lima (Gerente da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura – MINC)

Hamilton Faria – Poeta, animador da Rede Mundial de Artistas em Aliança e coordenador de cultura do Instituto Pólis.

Após várias experiências de Conselhos Municipais de Cultura (Santo André, São Paulo, Campinas, Porto Alegre) e outros recentemente instalados (Araraquara e Piracicaba) é um momento de avaliar os seus avanços, identificar os seus limites, problematizando este instrumento de participação cidadã. O objetivo da mesa é sondar novos rumos para a cultura participativa e a cidadania cultural.

Sexta-feira 02/07

9h-10h30min

Sala D (112 lugares)

Caravana de Resistências Artísticas

Nader ABUAMSHA, diretor do programa de reabilitação YMCA de Jerusalém leste e membro da rede PENGON (Palestinian Environmental NGO Network = Rede palestina das ONGs de meio-ambiente) que lidera a oposição a construção do Muro (Palestina)

Fayez AS ELSERSAWI, artista plástico, membro do Instituto Canaan e responsável do Ministério da cultura na Faixa de Gaza (Palestina)

Nadir BOUASSRIA, artista plástico e membro do coletivo de artistas TVEAC (França)

Christel CHAPIN, animadora de Co_errances, cooperativa francesa de difusão e distribuição de textos, imagens e sons, alternativa aos grandes empresas culturais (França)

Vladimir CRUELLS, artista plástico e membro do coletivo de artistas TVEAC, coordenador da Caravana (França)

NEOBLED, artista do Coletivo de slam 129 H, poesia urbana que junta rap, poesia e contos (França)

Horacio ORTIZ, antropólogo e analista político (França/ Argentina)

Faudil ZIANI, animador da associação “Bouge qui Bouge”, movimento de jovens da periferia e membro da organização MIB (Mouvement Immigration Banlieues = Movimento Imigração Periferias), que faz parte da rede No Vox

Pedro Garcia – Poeta e animador da Rede Mundial de Artistas em Aliança

Hamilton Faria – Poeta, animador da Rede Mundial de Artistas em Aliança e coordenador de cultura do Instituto Pólis, membro do ArteSolidária, secretário executivo do Fórum Intermunicipal de Cultura – FIC

Bené Fonteles – artista plástico, poeta e compositor, membro do Movimento Artistas pela Natureza e do ArteSolidária.

“Nós do Cinema” ONG que trabalha com oficinas de cinema nas favelas cariocas

O que é a Caravana ? O ponto de partida deste projeto é a convicção que práticas artísticas constituem uma das formas de expressão das resistências cidadãs e que contribuem a uma busca de senso e repolitização. São também uma forma de expressão e uma ferramenta da transformação social. A Caravana procura valorizar essa dimensão política e social das práticas artísticas e favorecer intercâmbios internacionais sobre esses assuntos, focalizando em áreas de conflito (político ou social). Neste objetivo, a Caravana associa artistas, ativistas de organizações cidadãs e de movimentos sociais e pessoas que vivem em áreas de conflito.

Essas atividades contam com o apoio: Corredor Intermunicipal de Cultura, Projeto Alagoas.Presente!,Tambores pela Paz, Movimento Artistas pela Natureza, ARTESOLIDÁRIA, Associação Barracões Culturais da Cidadania, Aliança por um Mundo

Responsável, Plural e Solidário.

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s